yazilimweb tasarim
ABR 2015- Cinema - Abril - cinema falado em lingua portuguesa

ABR 2015- Cinema – Abril – cinema falado em lingua portuguesa

O ciclo de Abril é dedicado ao cinema falado em língua portuguesa. Para este ciclo foram selecionados os seguintes filmes:

Fintar o destino, de Fernando Vendrell (Portugal, 1998).
Nha fala, de Flora Gomes (Guiné, 2002),
Batuque, a alma do povo, de Júlio Silvão Tavares (Cabo Verde, 2010),
O grande bazar, de Licínio Azevedo (Moçambique, 2006),
Central do Brasil, de Walter Salles (Brasil, 1998)

Em todas as sessões haverá jantar vegetariano às 20H00

2 Abril 2015


Nha fala (A minha voz)
Flora Gomes
Guiné, 2002
Comédia, Musical 1h32m

Nha Fala é uma comédia musical que conta a história de Vita, uma jovem africana que está proibida de cantar, porque uma maldição ancestral, passada de geração em geração, ameaça de morte qualquer mulher que se atreva a cantar naquela família. Antes de partir para a Europa para continuar os estudos, a mãe obriga Vita a prometer que nunca cantará. Em Paris, Vita conhece Pierre, um jovem músico, e apaixona-se. Radiante de felicidade, Vita solta-se e acaba por cantar e Pierre, surpreendido com o seu talento, convence-a a gravar um álbum, que se torna um êxito. Mas Vita, horrorizada pelo peso da maldição e temendo que a mãe descubra que ela faltou ao prometido, resolve regressar a casa, a África… para morrer. Com a ajuda de Pierre, Vita encena a própria morte e a ressurreição, provando assim à família e aos amigos que tudo é possível, quando se tem a coragem de ousar.
Nha Fala significa a minha voz, o meu destino, a minha vida, o meu caminho. Quatro palavras, símbolos de esperanças, que o realizador Flora Gomes reuniu para mostrar que às vezes a esperança ainda se transforma em incerteza no século XXI para os jovens africanos, e para mostrar também como é que isso se supera e que a música e o canto serão sempre símbolos de liberdade.

9 Abril 2015


Batuque, a alma do povo
Júlio Silvão Tavares
Cabo Verde, 2010
Documentário 52m

Característico da ilha de Santiago, o Batuque é a mais antiga manifestação cultural de Cabo Verde. Reprimido e proibido durante a colonização, por ser considerado ofensivo da boa moral, o batuque oferece-nos um prisma único por onde se filtra a própria História de Cabo Verde.

16 Abril 2015


O grande bazar
Licínio Azevedo
Moçambique, 2006
Drama 56m

Dois meninos com experiências e objectivos diferentes encontram-se num velho mercado africano. Um deles procura trabalho para readquirir o que lhe foi roubado e poder voltar a casa; o outro não olha a meios e chega mesmo a roubar para não ter que viver com a família. Apesar destas diferenças, eles tornam-se amigos e juntos reinventam o mundo.

23 Abril 2015


Central do Brasil
Walter Salles
Brasil, 1998
Drama 1h53m

Dora é uma mulher que trabalha na estação Central do Brasil escrevendo cartas para pessoas analfabetas. Uma das suas clientes, Ana, aparece com o filho, Josué, pedindo que escrevesse uma carta para o seu marido dizendo que Josué quer visitá-lo um dia. Saindo da estação, Ana morre atropelada por um autocarro e Josué, de apenas 9 anos e sem ter para onde ir, vê-se forçado a morar na estação. Com pena do garoto, Dora decide ajudá-lo e levá-lo até seu pai que mora no sertão nordestino. No meio desta viagem pelo Brasil eles encontram obstáculos e descobertas enquanto o filme revela como é a vida de pessoas que migram pelo país na tentativa de conseguir melhor qualidade de vida ou poder reaver os seus parentes deixados para trás.

30 Abril 2015


Fintar o destino
Fernando Vendrell
Portugal, 1998
Drama 1h22m

A vida correu demasiado depressa para Mané. Ao passar os 50 anos, assiste impotente ao lento sacrifício dos seus ideais. Lucy, sua mulher, prendeu-o num quotidiano familiar. O trabalho numa pequena tasca de comércio desgastou-o. Os sonhos esvaíram-se na aridez dos campos de terra batida do Mindelo. Caído no esquecimento, do seu passado de grande jogador do
Mindelense, em S. Vicente, nas ilhas de Cabo Verde, resta-lhe a compaixão serôdia de conhecidos, vizinhos e amigos de tertúlia: Ele foi importante, Foi o maior goleiro de Cabo Verde. Inconformado, Mané vai partir, vai lutar e vai ganhar contra todos os impossíveis. A longínqua Lisboa é o cais dos seus sonhos, a sua imaginação é um rio grande que alimenta a terra e desagua no mar. Fintar o Destino é o envolvente retrato humano e psicológico de um homem que fica face a face com o vazio da sua vida, marcada pela nostalgia amarga dum passado falhado como futebolista.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *