yazilimweb tasarim

8JUN2014 – Ciclo filmes de livros de BD “Sin City”

8 Junho 2014

Sin City
USA
2005

Sin City é um filme americano de 2005 dirigido por Robert Rodriguez e baseado na graphic novel de mesmo título.
Rodriguez também deu ao criador de Sin City, Frank Miller, o crédito de direção do filme, por seu estilo visual e sua influência no resultado final. Entretanto, o Sindicato de Diretores dos Estados Unidos recusou-se a reconhecer Rodriguez e Miller como uma equipe. Para evitar problemas, Rodriguez saiu do sindicato, e os créditos permaneceram. Quentin Tarantino é creditado como “diretor especialmente convidado”, por dirigir uma das cenas do filme.

Originalmente, Frank Miller não queria comercializar os direitos de um filme sobre Sin City, resultado de uma frustrante experiência em Hollywood no começo dos anos 90 com o roteiro do filme Robocop II. Apesar disso, o diretor Robert Rodriguez resolveu fazer um curta-metragem de uma das histórias de Sin City, ‘”The Costumer Is Always Right” (“O Cliente Tem Sempre Razão”). Miller, impressionado com o resultado, aprovou a realização do filme. Rodriguez também usou esta sequência para, supostamente, convencer os atores a participarem do filme. Este curta-metragem seria usado então na sequência de abertura.

O longa-metragem é baseado em quatro histórias dos quadrinhos: Sin City (The Hard Goodbye), The Customer is Always Right, The Big Fat Kill, That Yellow Bastard. O filme traz também um epílogo escrito exclusivamente para o filme por Rodriguez e Miller.

O longa contem uma nova linguagem gráfica, que inspirou outras produções, tal como o filme “The Spirit”.

O filme Sin City empregou o uso de câmeras digitais de alta definição, tendo os atores atuado em frente a painéis verdes que permitiam que os cenários (assim como elementos secundários, como carros) fossem adicionados depois, na fase de pós-produção. A combinação das duas técnicas fez de Sin City um dos poucos filmes inteiramente digitais. Esta técnica significa também que todo o filme foi inicialmente filmado em cores, e depois convertido para o preto-e-branco de alta qualidade, permitindo deixar as cores somente em certos objetos, como olhos, lábios ou roupas.

 

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *