Vamos ouvir música ” Ziggy Stardust” de David Bowie

Loading Map....

Data / Hora
Date(s) - 17/01/2020
22:00 - 23:30

0

Localização
FÁBRICA DE ALTERNATIVAS

Categorias


Sexta-feira, 17 Janeiro 22 horas

Audição do álbum “The Rise and Fall of Ziggy Stardust and the Spiders from Mars” de David Bowie

The Rise and Fall of Ziggy Stardust and the Spiders from Mars  (muitas vezes encurtado para Ziggy Stardust) é o quinto álbum de David Bowie e inspirado num rock star fictício.

O álbum conta a história do alter ego de Bowie, Ziggy Stardust, um rock star que age como um mensageiro de seres extraterrestres. Bowie criou Ziggy Stardust em Nova York, enquanto promovia Hunky Dory, e interpretou-o numa turné por Reino Unido, Japão e América do Norte. O álbum e seu personagem ficaram conhecidos pelas influências no glam rock e pelos seus temas, que tratavam de exploração sexual e de visão de vida. Esses factores, ao lado das ambiguidades que cercavam a sexualidade de Bowie, e corroborados pela performance inovadora de “Star Man” no Top of the Pops, levaram o álbum a ter um carácter controverso e a ser considerado uma obra seminal.

The Rise and Fall of Ziggy Stardust é sobre um rock star bissexual alienígena; o conceito do álbum explora os campos da artificialidade do rock em geral, discutindo questões políticas, sobre uso de drogas e sobre orientação sexual.

The Rise and Fall of Ziggy Stardust and the Spiders From Mars foi por várias vezes considerado um dos maiores álbuns de todos os tempos, sendo que a revista Rolling Stone considerou-o o 35° melhor. Foi classificado como o vigésimo melhor por uma pesquisa britânica, em 1997, e o 24° melhor pela revista Q e um dos 100 melhores lançamentos pela revista Time. Um filme de concerto de mesmo nome foi lançado em 1973, sendo dirigido por D.A. Pennebaker. O álbum foi aclamado pela revista Melody Maker como o melhor disco dos anos 70.

A influência de David Bowie é imensa, musical e socialmente. Suas canções e as apresentações inovadoras trouxeram uma nova dimensão para a música popular do começo da década de 70, influenciando fortemente tanto suas formas imediatas como seu desenvolvimento posterior. Pioneiro do glam rock, de acordo com vários críticos Bowie criou o género ao lado de Marc Bolan. A sua produção musical durante a década criou um dos maiores cultos da cultura pop. Musicalmente, Bowie também foi muito influente. The Man Who Sold the World  (1970), por exemplo, influenciou odogoth rock , darkwave e da ficção científica de bandas como Siouxsie and the Banshees, The Cure, Gary Numan, John Foxx e Nine Inch Nails. Após a era do glam rock, Bowie lançou álbuns como Diamond Dogs  (1974), cujo som pesado e temática de caos urbano antecipava a revolução punk de bandas como The Germs e Sex Pistols nos anos finais da década de 70. Mesmo após essa revolução a sua obra inspirou outros. Em 1976, o album Station to Station exerceu enorme influência no pós-punk.

A sua carreira na década seguinte, especialmente a canção “Ashes to Ashes” e seu vídeo clipe, providenciou as bases para um novo movimento musical da época, chamado New Romantic, influenciando artistas como Blitz Kids, Keanan Duffty, e Steve Strange.

A influência de David Bowie continua nos dias de hoje. Em 2010, Bono do U2 declarou: “O que Elvis foi para os Estados Unidos, Bowie foi para a Inglaterra e Irlanda. Uma completa mudança de consciência”.

Thomas Forget certa vez escreveu: “Por ter se sucedido em vários estilos musicais diferentes, é quase impossível encontrar um artista popular hoje em dia que não tenha sido influenciado por David Bowie.” Além disso, certos críticos também escrevem que David Bowie legou determinada sofisticação à música rock e sua obra tem sido constantemente considerada como de profunda qualidade intelectual.

A influência de David Bowie é imensa, musical e socialmente. Suas canções e as apresentações inovadoras trouxeram uma nova dimensão para a música popular do começo da década de 70, influenciando fortemente tanto suas formas imediatas como seu desenvolvimento posterior. Pioneiro do glam rock, de acordo com vários críticos Bowie criou o género ao lado de Marc Bolan. A sua produção musical durante a década criou um dos maiores cultos da cultura pop. Musicalmente, Bowie também foi muito influente. The Man Who Sold the World  (1970), por exemplo, influenciou odogoth rock , darkwave e da ficção científica de bandas como Siouxsie and the Banshees, The Cure, Gary Numan, John Foxx e Nine Inch Nails. Após a era do glam rock, Bowie lançou álbuns como Diamond Dogs  (1974), cujo som pesado e temática de caos urbano antecipava a revolução punk de bandas como The Germs e Sex Pistols nos anos finais da década de 70. Mesmo após essa revolução a sua obra inspirou outros. Em 1976, o album Station to Station exerceu enorme influência no pós-punk.

A sua carreira na década seguinte, especialmente a canção “Ashes to Ashes” e seu vídeo clipe, providenciou as bases para um novo movimento musical da época, chamado New Romantic, influenciando artistas como Blitz Kids, Keanan Duffty, e Steve Strange.

A influência de David Bowie continua nos dias de hoje. Em 2010, Bono do U2 declarou: “O que Elvis foi para os Estados Unidos, Bowie foi para a Inglaterra e Irlanda. Uma completa mudança de consciência”.

Thomas Forget certa vez escreveu: “Por ter se sucedido em vários estilos musicais diferentes, é quase impossível encontrar um artista popular hoje em dia que não tenha sido influenciado por David Bowie.” Além disso, certos críticos também escrevem que David Bowie legou determinada sofisticação à música rock e sua obra tem sido constantemente considerada como de profunda qualidade intelectual.

Deixar uma resposta